Governação, risco e compliance

This content requires the Adobe Flash Player. Get Flash

Nos últimos anos, o aumento da regulamentação tem forçado as organizações a despender recursos significativos para lidar com o risco. No entanto, mais do que uma questão de conformidade regulamentar, a gestão de risco é, crescentemente, um fator fundamental para o sucesso e a longevidade de qualquer negócio.

Um sólido processo de gestão de risco, aplicado consistentemente em toda a organização, permite à Gestão identificar, avaliar e tratar os riscos que podem comprometer o cumprimento dos seus objetivos, mantendo os controlos adequados para assegurar a efetividade, e eficiência e a conformidade das operações e, simultaneamente, explorar as oportunidades para o negócio.

Os nossos serviços nesta área incluem:

  • Apoio na implementação da função de auditoria interna;
  • Realização de ações de auditoria interna (auditoria de conformidade e auditoria de desempenho), dirigidas a processos de negócio. Ex: Gestão de Doentes, Gestão de Recursos Humanos, Aprovisionamento, Gestão Financeira;
  • Emissão de relatórios e pareceres de auditoria (auditoria financeira e auditoria de sistemas de informação);
  • Elaboração e implementação de modelos de gestão de risco e controlo interno;
  • Elaboração e implementação de planos de gestão de riscos de corrupção e infrações conexas (em conformidade com a Recomendação nº1/2009 do Conselho de Prevenção da Corrupção, publicada no Diário da República, 2ª série, nº140 de 22 de julho de 2009);
  • Garantia da privacidade e segurança;
  • Elaboração de planos de continuidade e de recuperação do negócio (Business Continuity Plans e Disaster Recovery Plans).

 

A nossa experiência nesta área:

Modelo de Governação

ACSS – Administração Central do Sistema de Saúde

Definição do modelo de governação integrado e do modelo de auditoria e mecanismos de controlo interno no âmbito do IGIF (atual Administração Central do Sistema de Saúde).
Foi elaborado um manual de boas práticas para os processos e procedimentos administrativos e económico-financeiros, a aplicar em Hospitais EPE e SPA.
Foram realizados trabalhos de detalhe no Centro Hospitalar de Torres Vedras, Hospital de Santa Maria, Hospital Curry Cabral, Hospital de Santo António e Hospital Nossa Senhora do Rosário no Barreiro, para compreensão da situação atual, carências e oportunidades de melhoria.
 

Avaliação da evolução do desempenho

Centro Hospital de Lisboa Norte, EPE

Avaliação da evolução do desempenho e do nível de controlo interno ocorrida nas áreas funcionais/ciclos de atividade do CHLN, nomeadamente nas áreas de ação médica e atividade clínica e cirúrgica.
Os trabalhos realizados dividiram-se em duas fases:

  • Análise da evolução da produção versus recursos técnicos e humanos utilizados nas especialidades cirúrgicas de Cirurgia I, Cirurgia II, Cirurgia Vascular I, Cirurgia Plástica, Otorrinolaringologia, e Ortopedia. A análise foi realizada nas seguintes dimensões: capacidade instalada, atividade assistencial, produtividade, acessibilidade, qualidade, nível de cumprimento do contrato-programa e evolução dos custos.
  • Análise da evolução do sistema de controlo interno nas áreas de Ajudas Técnicas, Assistência Médica no Estrangeiro e Ensaios Clínicos. Foi realizada uma análise evolutiva dos custos com cada uma destas áreas, analisada a configuração dos processos, e realizados testes à operacionalidade dos controlos.