19º CEO Survey

Redefinir o sucesso dos negócios num mundo em mudança

Esta publicação efetua uma análise profunda da realidade portuguesa, com base nas perspetivas de negócios de 60 CEO nacionais, por comparação com as restantes perspetivas, globais ou de país, partilhadas por mais de 1.400 CEO.

Como liderar em períodos complexos?

Esta é a questão a que muitos CEO procuram responder, numa altura de incertezas prolongadas e profundas.

Globalmente, à medida que olham para o próximo ano, os CEO estão agora menos confiantes acerca das perspetivas para a economia global, do que estavam em 2015. Curiosamente, em Portugal, a percentagem de CEO que demonstram confiança na economia global aumentou, apesar da confiança no crescimento das suas empresas ter descido.

Para os CEO em Portugal, a Espanha e a Alemanha continuam a liderar os países com maior potencial de retorno de investimento. Nos PALOP, Angola continua a ser o país mais relevante para crescer para cerca de um quarto dos CEO, seguida de Brasil e Moçambique.

Os CEO em Portugal, estão agora mais preocupados com a resposta governamental ao défice fiscal e à divida pública, mantendo-se a regulamentação excessiva e o aumento da carga fiscal como preocupações igualmente relevantes na gestão das suas empresas.

A nível global é compreensível que existam agora maiores preocupações com a incerteza geopolítica (exacerbada por conflitos regionais e o aumento de ataques terroristas), sendo preocupação de quase três quartos dos CEO globais.

Ainda assim, o que mais alarma os CEO é o sentimento crescente de que o nosso tecido económico e social global se está a desgastar; enquanto as divergências políticas, sociais e culturais aumentam.

loading-player

A reprodução deste vídeo não está disponível neste momento

loading-player

A reprodução deste vídeo não está disponível neste momento


Explore as questões-chave

Crescer em tempos difíceis

O ambiente empresarial está cada vez mais complexo, tornando-se difícil para as empresas interpretarem-no e adaptarem-se ao mesmo. O contexto mundial está a alterar-se, por razões que vão muito além das tendências económicas e geopolíticas globais. Acreditamos que existe uma mudança fundamental em curso, nomeadamente de um mundo globalizado para um com várias dimensões de poder, crescimento e ameaças. No entanto, em Portugal, a percentagem de CEO que têm confiança na economia global aumentou.

Saiba mais

Satisfazer maiores expectativas

Os CEO reconhecem que os seus clientes, bem como os seus stakeholders, esperam uma intervenção, por parte das empresas, nos problemas mais importantes da sociedade. A resposta de muitas empresas foi focalizarem-se (ainda mais) nas necessidades dos seus clientes e redefinirem os seus propósitos para que estes permitam, de uma forma mais clara, mostrar a maneira como a empresa opera junto da sociedade. Alguns CEO já estão a alinhar as suas novas estratégias, sem perder o objetivo da performance financeira.

Saiba mais

Transformar: tecnologia, inovação e talento

Os CEO estão a usar as tecnologias mais recentes para melhor responder às mudanças de expectativas de clientes e stakeholders. A tecnologia ganhou um papel primordial. Inovar para ir de encontro às necessidades dos clientes é um desafio para as empresas e é agora necessária uma nova geração de pessoas que possuam um “mindset” empreendedor e inovador, capazes de rentabilizar estas novas tendências tecnológicas.

Saiba mais

Medir e comunicar o sucesso

Os CEO procuram agora novas formas de medir o impacto da sua atividade na sociedade, no meio ambiente e na economia. De facto, a maioria das empresas apenas tem em consideração, ou apenas reporta, o seu desempenho financeiro, utilizando as técnicas convencionais para o fazer. É importante que os CEO passem a medir melhor algumas áreas, como por exemplo, a inovação e o risco, uma vez que muitas empresas aindhttps://dpe.pwc.com/content/pwc/pt/pt/temas-actuais/ceosurvey.html?cq_ck=1489071371540#a não estão bem estruturadas nestas áreas.

Saiba mais

Aceitar a complexidade do mercado para exceder as expectativas

As mega tendências, como os avanços tecnológicos, as alterações demográficas, a expansão urbana, a urbanização ou a ascensão dos mercados emergentes, estão a mover o mundo para além da globalização, para uma realidade multipolar. Os resultados globais mostram que mais de metade dos CEO não têm uma estratégia de sucesso e que dois terços consideram que a sua empresa não tem as competências adequadas para a execução das suas estratégias.

Saiba mais

“O mundo mudou de forma significativa, desde que a atual geração de líderes iniciou as suas carreiras profissionais, há 30 ou 40 anos atrás. A questão que se impõe é: Quem vai liderar as empresas no futuro? Que competências terão de ter os líderes destas organizações?”

Luís Boquinhas | Líder de Mercados da PwC Portugal

Contacte-nos

José Manuel Bernardo
Territory Senior Partner
Tel: +351 213 599 282
Email

Luís Boquinhas
Partner
Tel: +351 213 599 293
Email

João Rui Baptista
Manager
Tel: +351 213 599 344
Email

Siga-nos