A competitividade fiscal não depende só da taxa de tributação

Jaime Carvalho Esteves
Partner
Tax Lead
Government & Public Services Lead

A carga fiscal é uma das principais dificuldades apontadas pelos CEOs, sendo esta preocupação mais sentida em Portugal do que a nível global.

Porém, mais do que a taxa nominal de imposto, a taxa efetiva, a instabilidade, a ausência de certeza, a falta de celeridade e o número de horas associadas ao cumprimento das obrigações fiscais são fatores que penalizam fortemente a competitividade externa das nossas empresas, bem como a competitividade do país na atração de investimento direto estrangeiro.

A verdade é que qualquer um destes fatores (competitividade externa das empresas e da economia) é fundamental para a superação das dificuldades atuais, dada a relevância dos mercados externos da atração de capitais estrangeiros.