IFRS Update Newsletter – 24ª Edição

Janeiro 2023

A evolução dos negócios e da sua envolvente, e os desafios e exigências dos diferentes stakeholders da informação financeira, exigem revisões e alterações regulares às Normas Internacionais de Relato Financeiro.

No que respeita à aplicação das IFRS, 2022 encerra desafios que decorrem de uma conjuntura económica e geopolítica atípicos.

O aumento da inflação e das taxas de juros afetará a mensuração do justo valor, das estimativas dos fluxos de caixa futuros esperados e das taxas de desconto usadas nas avaliações e nos testes de imparidade, tendo associada, na maior parte dos casos, uma incerteza significativa.

Assim, deverá ser considerada a necessidade de proceder a divulgações adicionais nestas áreas. A IAS 1 exige, de forma global, divulgações sobre as fontes de incerteza de estimativas significativas, em termos de pressupostos principais e análises de sensibilidade. Também a IFRS 7, aplicável aos instrumentos financeiros, exige divulgação sobre liquidez e análises de sensibilidade aos riscos financeiros identificados.

Em preparação, para aplicar pela primeira vez em 1 de janeiro de 2023, está também a IFRS 17 – ‘Contratos de seguro’, sobre a qual é esperada a divulgação das opções de transição adotadas, os pressupostos utilizados e os principias impactos qualitativos e quantitativos da sua adoção, já nas demonstrações financeiras de 31 de dezembro de 2022.

Nesta edição passamos a incluir um resumo das “Agenda decisions” emitidas pelo IFRS IC, órgão interpretativo do IASB, que se têm revelado uma forma útil de assegurar a aplicação consistente das IFRS a novos tipos de transações ou características de contratos.

 


Já subscreveu a nossa newsletter?
Mantenha-se atento aos principais aspetos e impactos nas demonstrações financeiras, decorrentes das alterações introduzidas às normas IFRS.
Subscreva a newsletter

 

Rui Duarte, Presidente do Comité Técnico da PwC Portugal

“O relato financeiro de 2022 está a ser afetado pela conjuntura económica e geopolítica, a qual tem tido repercussões significativas na atividade das empresas em geral.”

Rui Duarte, Presidente do Comité Técnico da PwC Portugal

“Adicionalmente aos impactos na operação das empresas, o aumento da inflação e das taxas de juro tem não só um impacto significativo na aplicação dos princípios de mensuração de diversas normas, mas também na divulgação sobre as principais incertezas subjacentes às estimativas efetuadas, pela gestão.”

Rui DuartePresidente do Comité Técnico da PwC Portugal

Contacte-nos

Ana  Lopes

Ana Lopes

Assurance Leader Partner, PwC Portugal

Tel: +351 213 599 156

Siga-nos