Portugal2020: 7ª Alteração ao RECI - Domínio da Competitividade e Internacionalização

Apresentam-se as principais alterações do RECI, relativamente ao Sistema de Incentivos à Inovação Produtiva.

Artigo 26º – Critérios de elegibilidade dos projetos

Demonstrar a viabilidade económico-financeira, designadamente através da análise de risco da empresa e do projeto, e que se encontram asseguradas as fontes de financiamento, incluindo o financiamento por empréstimo bancário quando necessário, e por capitais próprios nos termos definidos no anexo C, sendo que o beneficiário deverá assegurar pelo menos 25 % dos custos elegíveis com recursos próprios ou alheios, que não incluam qualquer financiamento estatal, conforme previsto no n.o 14 do artigo 14.o do Regulamento (UE) n.o 651/2014, de 16 de junho (alínea c) do no1).


Artigo 30º – Natureza e limite dos incentivos

1 - Os incentivos a conceder no âmbito da inovação empresarial e empreendedorismo assumem, regra geral, um formato híbrido, integrando uma componente não reembolsável e uma reembolsável, podendo esta última ser concedida através de um empréstimo bancário associado a um Instrumento Financeiro financiado pelo Portugal 2020.

2 - A componente reembolsável através de um empréstimo bancário pode ser substituída por incentivo reembolsável sem juros e nas mesmas condições de prazo, em casos de avisos para apresentação de candidaturas na área do empreendedorismo ou da inovação empresarial em programas operacionais com margem orçamental disponível.

3 - As empresas não PME e os projetos com investimento elegível igual ou superior a 15 milhões de euros não podem beneficiar da componente reembolsável.


Artigo 30.º-A – Incentivo não reembolsável

A componente do incentivo não reembolsável, nos casos referidos nos n.os 1 e 3 do artigo 30.o, é atribuída a título não definitivo até à avaliação dos resultados do projeto, em função do grau de cumprimento das metas contratualmente fixadas, nos termos previstos no anexo D.


Artigo 31º – Taxas de Financiamento

A taxa de financiamento dos projetos no âmbito da inovação empresarial e

empreendedorismo para as despesas elegíveis é obtida a partir da soma das seguintes

parcelas, taxa base mais majorações, até ao limite máximo de 75 %:

     a) Taxa Base:

         i) Para investimentos elegíveis iguais ou superiores a 15 milhões de euros ou

promovidos por empresas Não PME: 15 p.p.;

         ii) Para as restantes situações: 35 p.p. para médias empresas e 45 p.p. para micro e pequenas empresas.

      b) Majorações:

          i) «Baixa Densidade» - 10 p.p.

          ii) «Prioridades de políticas setoriais»: 10 p.p.

          iii) «Criação de emprego qualificado em novas unidades produtivas»: 5 p.p.

          iv) «Capitalização PME»: 5 p.p.

          v) «Empreendedorismo»: 5 p.p. para projetos de empreendedorismo qualificado e criativo e 10 p.p. quando resultem de iniciativa feminina ou jovem;

No caso dos projetos promovidos por PME com investimento elegível inferior a 15 milhões de euros, o montante do incentivo calculado nos termos do n.o 1, é dividido em duas componentes iguais, 50 % não reembolsável e 50 % reembolsável.


Anexo D – Avaliação dos resultados gerados pelo projeto
  • A confirmação da atribuição do incentivo não reembolsável a título definitivo verificar-

se-á se o GC (grau de cumprimento) apurado for superior a 100%.

  • Se o GC apurado for inferior a 100% e superior a 50%, a componente não reembolsável é transformada em reembolsável nos seguintes termos:

             R = 100 % - GC2 em que R corresponde à parcela (em %) do incentivo a reembolsar.

  • Se o GC apurado for inferior a 50%, a componente não reembolsável não é confirmada, sendo objeto de reembolso na sua totalidade.

Global Incentives Solutions

Está ciente de todas as possibilidades de apoio financeiro de fontes públicas disponíveis?

Saiba mais

Global Incentives Solutions 

Está ciente de todas as possibilidades de apoio financeiro de fontes públicas disponíveis?

Saiba mais

 

Global Incentives Solutions 

Está ciente de todas as possibilidades de apoio financeiro de fontes públicas disponíveis?

Saiba mais

Global Incentives Solutions 

Está ciente de todas as possibilidades de apoio financeiro de fontes públicas disponíveis?

Saiba mais

Global Incentives Solutions 

Está ciente de todas as possibilidades de apoio financeiro de fontes públicas disponíveis?

Saiba mais

Global Incentives Solutions 

Está ciente de todas as possibilidades de apoio financeiro de fontes públicas disponíveis?

Saiba mais

Global Incentives Solutions 

Está ciente de todas as possibilidades de apoio financeiro de fontes públicas disponíveis?

Saiba mais

 

Global Incentives Solutions 

Está ciente de todas as possibilidades de apoio financeiro de fontes públicas disponíveis?

Saiba mais

Global Incentives Solutions 

Está ciente de todas as possibilidades de apoio financeiro de fontes públicas disponíveis?

Saiba mais

Global Incentives Solutions 

Está ciente de todas as possibilidades de apoio financeiro de fontes públicas disponíveis?

Saiba mais

Global Incentives Solutions 

Está ciente de todas as possibilidades de apoio financeiro de fontes públicas disponíveis?

Saiba mais

Contacte-nos

Pedro Deus

Global Incentives Solutions Partner, PwC Portugal

Tel: +351 225 433 131

André Ferreira

Global Incentives Solutions Director, PwC Portugal

Tel: +351 213 599 237

Siga-nos