Salvamento

A obra “Salvamento” foi escrita por solicitação da PwC Portugal, no âmbito dos Prémios Excellens Mare, com o objetivo de sublinhar o mérito de todas as pessoas e entidades que contribuem para a salvaguarda da vida humana no mar, assim como alertar para o fomento de práticas e comportamentos seguros sempre que se interage com o mar.

É o op. 230 de Jorge Salgueiro, e foi composta para banda sinfónica, coro, gravação e theremin durante os meses de fevereiro e março de 2016.

A obra está estruturada em 4 partes e tem a duração de 15 minutos e 30 segundos. O coro está separado em dois naipes: um canta em inglês, outro em português. Além da divisão estrutural e espacial do coro existem ainda dois outros elementos de espacialização sonora: a emissão da gravação num efeito envolvente (surround) e a presença fora de palco dos sinos tubulares e do theremin. No primeiro caso procura dar-se ao público a sensação de se encontrar dentro desse mar sonoro; e no segundo, abrindo o espaço de presença dos instrumentos, conferir grandeza no sentido da largura sonora da obra.

A primeira parte tem a duração de 5 minutos e chama-se A VIDA COMEÇOU NO MAR... THE SEA IS LIFE! e é dominada por uma imagem de um mar ancestral, um mar inicial e gerador da vida na terra. Musicalmente é o momento mais textural da obra e o material base é a série de harmónicos, como analogia ao início de toda a criação, dado que a série de harmónicos é como que o ADN fundador da matéria sonora no plano da melodia. As flautas introduzem esse material com os Whisper Tones que se transforma em melodias e reaparece na sua forma mais pura nos harmónicos dos metais. Os coros cantam: “A vida começou no mar. Mar é vida. Life originated in the oceans. The Sea is life”.

A segunda parte chama-se MAS... YOU HAVE TO RESPECT THE SEA! e tem a duração de 2 minutos e meio. Os dois coros provocam-se e dialogam chamando a atenção para o facto de, apesar de toda a sua beleza e imensidão, o mar ter de ser respeitado. Diretamente podemos entender este respeito como os cuidados que devemos ter em termos de segurança sempre que interagimos com o mar, mas a mensagem vai também no sentido da sua preservação como herança da Humanidade. Musicalmente há uma contaminação de ritmos e modelos melódicos que estão associados ao rap, veículo da música popular urbana por onde habitualmente se fazem passar mensagens de teor social e político.

A terceira parte da obra tem 5 minutos e 15 segundo e chama-se HÁ UMA NOITE EM CADA MAR, YOU MUST BE PREPARED! é o momento em que somos confrontados com a força insuperável e imprevisível da natureza e com a necessidade de estarmos devidamente preparados para cada ato que realizamos no mar. A frase cantada "Há uma noite em cada mar, leva um sol pra iluminar" quer dizer isso mesmo, há sempre uma possibilidade de perigo e o sol não é mais que a consciência e os cuidados que dela devem decorrer "You must be prepared". Musicalmente experimentei um modelo que me parece novo e deposita no maestro a diversidade rítmica em vez de estar patente na subdivisão e aumentação das figuras rítmicas. O maestro terá de efetuar 17 mudanças de tempo durante esta secção e devo referir que também fui impelido pela competência do maestro que estreia a obra, Délio Gonçalves.

SAY... SALVAMENTO! é o nome da secção que ocupa os últimos dois minutos e quarenta e cinco segundos da obra. Utilizei a desconstrução da palavra que dá nome à obra para formar o texto cantado, fazendo a palavra adquirir novos significados: Sal... Salva... Salvame... Salvamento! E colocando o coro "inglês" a suscitar a libertação dessa palavra/acontecimento: Say! Say! Say! concluindo depois com "Saving Lives". Obviamente, Say é também resultante do mesmo processo de desconstrução de Saving. Esta secção final procura ir ao encontro das palavras do Dr. Miguel Marques "A sensação que deve deixar nas pessoas, deve ser uma sensação positiva e alegre. ...deve dar alento e energia positiva." Assim espero, que nos dê a todos alento para navegar não apenas no mar mas em permanência nas nossas vidas com alegria e energia positiva.

Jorge Salgueiro 26.03.2016
loading-player

A reprodução deste vídeo não está disponível neste momento


Nome da Obra
:
Salvamento

Duração aproximada
16 minutos.

Autor
Jorge Salgueiro.

Estreia
30 de abril de 2016, pela Banda da Armada Portuguesa, no Casino Figueira.

Contacte-nos

Miguel Marques

Partner

Tel: +351 225 433 164

Siga-nos