Mar ao Leme

loading-player

A reprodução deste vídeo não está disponível neste momento

I - Circum-navegação Tridimensional

II - Ilhas Arco-Íris

III - Ilhas que brilham

A obra "Mar ao Leme" foi escrita por solicitação da PwC Portugal, composta no âmbito da celebração dos 10 anos do projeto LEME – Barómetro PwC da Economia do Mar.

Esta obra, celebrativa do LEME, chama a atenção para a necessidade de juntar esforços, entre pessoas, entre organizações, entre países, para o desenvolvimento sustentável dos oceanos. É composta por três partes, que podem ser apresentadas em conjunto ou separadamente.

Nome da Obra: Mar ao LEME
Autor: Helder Bettencourt
Duração: cerca de 20 minutos
Estreia: Fevereiro de 2020, no Teatro Faialense, na cidade da Horta, nos Açores, pela Banda da Armada, dirigida pelo Maestro Délio Gonçalves

I - Circum-navegação Tridimensional

“O mar, quando lança o seu feitiço, agarra-nos para sempre na sua rede de maravilhas”.

Jacques Cousteau

Esta primeira parte representa uma “Circum-navegação Tridimensional” pelo recurso mar, apresentando o mesmo de forma tridimensional, ventos, correntes, marés, mar calmo, mar revolto, profundidade do mar, vulcões submarinos, céu sobre o mar (espaço cidral necessário à navegação astronómica), animais marinhos, baleias, golfinhos, peixes, aves marinhas… É como se não existisse a ação humana mas somente o recurso mar, concluindo-se esta primeira parte, chamando a atenção para o valor natural deste recurso, que é necessário proteger e valorizar.


II - Ilhas Arco-Íris

"No meio da bruma surge um arco-íris, desvendando a beleza das ilhas dos Açores e revelando todas as facetas do mar."

Esta segunda parte da obra tem por objetivo apresentar a ação humana no mar, a defesa (segurança militar e salvaguarda vida humana), pesca, construção naval, transportes marítimos, portos, desportos náuticos, turismo, energia offshore, culturas e artes marítimas…

Nesta parte da obra existe um mosaico multicolorido que opera no mar, cada atividade tem a sua identidade própria e o mar dá sustento económico, assim como desenvolve culturas e tradições.


III - Ilhas que brilham

"As cores quentes das ilhas e do mar (arquipélago da Madeira), ligadas ao brilho do sol, ligadas ao brilho da areia e à forma de ser afável das pessoas, transmitem alegria e energia positiva."

A terceira e última parte da obra tem o objetivo de incentivar ao conhecimento do mar e à cooperação, no sentido de chamar a atenção para a necessidade de juntar esforços, entre pessoas, entre organizações, entre indústrias, entre países, para que o mar fique ao leme do seu destino e promova o desenvolvimento sustentável da humanidade.

Contacte-nos

Miguel Marques

Miguel Marques

Economy of the Sea Partner, PwC Portugal

Tel: +351 225 433 164

Siga-nos