Skip to content Skip to footer
Pesquisar

A carregar resultados

Global Digital CFO Survey: Como potenciar as oportunidades estratégicas com tecnologia

Estudo PwC 2022: Transformação digital da função financeira

“A digitalização cria novas áreas de atividade para as funções financeiras, por exemplo na gestão dos dados, na previsão e em outros processos analíticos, que são apoiados por inteligência artificial.”

Gabriela Teixeira, Consulting Lead Partner

A digitalização das áreas financeiras é, atualmente, uma das principais prioridades para muitos CFO. Esta realidade é confirmada, no nosso estudo “Digital CFO Survey”, por cerca de 73% dos mais de 500 CFO entrevistados em todo o mundo. 

No entanto, para cerca de 20% dos CFO, a digitalização das suas áreas financeiras está ainda numa fase bastante inicial. Apesar da utilização de ferramentas de dashboarding para a elaboração de relatórios já se encontrar generalizada em 67% das empresas, as tecnologias, tais como os RPA’s (apenas 1/3 dos CFO afirma utilizar de forma intensiva) ou o process mining (apenas 1/4 dos CFO afirma utilizar de forma intensiva) não são ainda de utilização muito generalizada.

As grandes empresas consideram mais fácil lidar com os projetos de digitalização da função financeira devido à sua maior capacidade para terem um orçamento e as competências certas para a sua execução, referindo 37% dos CFO que os seus projetos decorreram com sucesso ou com muito sucesso.

Embora os CFO estejam interessados em avançar com a digitalização das suas áreas, cerca de 28% referiram que os projetos de digitalização da função financeira não estão devidamente alinhados com a estratégia de digitalização da empresa. Além disso, os projetos podem ficar estagnados quando se trata de incorporar as estratégias de digitalização existentes nas rotinas de trabalho do dia-a-dia. 

Uma coisa é certa, os CFO estão agora ainda mais confiantes na utilização de novas tecnologias e nas grandes empresas despendem cerca de 18,5% do seu tempo à digitalização.

→ Sobre o estudo

Apesar de existir orçamento, não existem ainda as competências

O tradicional âmbito de atuação dos departamentos financeiros - controlo dos indicadores financeiros, pagamentos e gestão de riscos - é baseado em regras claras e definidas, muitas vezes fáceis de padronizar e digitalizar e, como tal, passíveis de libertar recursos para atividades de análise e que envolvam necessariamente uma maior intervenção humana. 

O principal obstáculo à digitalização identificado pelos CFO é a falta de conhecimentos especializados, tanto por parte dos gestores como por parte dos utilizadores, seguido pela relutância ou resistência à mudança. 

Por outro lado, a falta de orçamento não é a razão pela qual os planos de digitalização falham. Aproximadamente 44% dos CFO inquiridos esperam que o orçamento para projetos de digitalização aumente entre 10% e 25%. Uma grande oportunidade para os CFO expandirem ainda mais a sua relevância estratégica com a ajuda da digitalização.


Realinhar as áreas financeiras 

Para muitos CFO, a tarefa agora é a de redefinir quer o seu próprio papel quer o do departamento financeiro nas suas empresas, sendo que mais de 70% considera que o seu papel passará a ser mais relevante nos próximos 5 anos por efeito da digitalização. Isto porque a crescente digitalização está a conduzir a uma mudança significativa no papel das áreas financeiras, afastando-as de tarefas administrativas e regulamentares e permitindo-lhes aproximar de atividades de maior valor acrescentado.

"A digitalização cria novos focos de atividade para as funções financeiras, por exemplo na gestão dos dados, na previsão e em outros processos analíticos que são apoiados por inteligência artificial", explica Gabriela Teixeira, Consulting Lead Partner da PwC. Com a ajuda deste tipo de análises preditivas que apoiam as capacidades de previsão, os CFO são capazes de redefinir o seu âmbito de influência e colocar o departamento financeiro como um pilar de apoio estratégico às decisões dos CEO.

 

Visão global do estudo

Estratégia e prioridades

Para 73% dos CFO, a nível mundial, a digitalização da função financeira está no topo da agenda.

Objetivos e resultados

Tipicamente os projetos de digitalização têm dois objetivos principais: redução de custos e melhoria da tomada de decisão.

Situação atual

A digitalização das áreas financeiras está ainda, muitas vezes, numa fase bastante inicial em muitas empresas. Tecnologias como inteligência artificial ou process mining são ainda muito pouco utilizadas.

Obstáculos à digitalização

Uma das razões para a contínua hesitação relativamente à digitalização, tanto do ponto de vista dos gestores financeiros como dos utilizadores, é a falta de conhecimentos especializados.

O papel futuro dos CFO

A crescente digitalização das atividades está a conduzir a uma mudança significativa no papel das áreas financeiras e dos CFO, afastando-as de tarefas administrativas e regulamentares e passando para atividades de maios valor acrescentado ao CEO.

Siga-nos

Contacte-nos

Gabriela Teixeira

Gabriela Teixeira

Consulting Lead Partner, PwC Portugal

Tel: +351 213 599 314

Mariana Sampaio Lino

Mariana Sampaio Lino

Business Transformation Director, PwC Portugal

Tel: +351 225 433 131

Nuno Martins Rainha

Nuno Martins Rainha

Finance Transformation Senior Manager, PwC Portugal

Tel: +351 918 690 946

Fechar