Enquadramento de transações complexas nas IFRS

Start adding items to your reading lists:
or
Save this item to:
This item has been saved to your reading list.


As empresas são confrontadas com requisitos cada vez mais complexos ao nível das IFRS pelo que se torna cada vez mais difícil avaliar os impactos de determinados tipos de transações nas demonstrações financeiras. Uma vez assinados os contratos, evitar impactos negativos na posição financeira da empresa, na sua performance futura ou em alguns rácios torna-se muito difícil. A PwC auxilia as empresas na avaliação destes impactos desde a fase de planeamento das transações até à sua conclusão para que os responsáveis pela negociação e tomada de decisão e os responsáveis financeiros possam decidir sobre a estruturação das transações antes da sua contratação final.

Os efeitos contabilísticos de transações como: aquisições de negócios, operações de locação, reestruturação de dívidas, reestruturações de grupos, são em alguns casos difíceis de avaliar. Também o investimento em empreendimentos conjuntos ou a implementação de políticas de securitização influenciam não só as demonstrações financeiras e a evolução dos resultados futuros mas também rácios significativos, como o EBITDA, retorno sobre vendas, valor económico agregado (EVA) ou retorno sobre o capital empregado (ROCE) e outras condições subjacentes importantes (por exemplo, covenants da dívida).

As equipas da PwC incorporam técnicos experientes especializados em determinados temas das IFRS, que para além de ter um conhecimento geral da aplicação das IFRS ainda acumulam conhecimentos de negócio. O envolvimento destes técnicos numa fase inicial da negociação permitirá ajudar a redefinir as condições negociadas ou a encontrar alternativas ao enquadramento das transações, atendendo à substância das transações, e numa fase pós-transação auxiliar na preparação das divulgações exigidas pelas IFRS.
 

Contacte-nos

Ana Lopes

Partner, PwC Portugal

Tel: +351 213 599 156

Siga-nos